Saúde da mulher: a importância dos exames preventivos

Mulheres, vocês estão com suas consultas em dia? Então tenham em mente que os exames clínicos, ginecológicos, de planejamento familiar e relacionados à gestação são essenciais para garantir a saúde e apontar doenças no início, onde são mais facilmente tratadas.

EXAMES PREVENTIVOS DE COLO DO ÚTERO

Entre as doenças que podem ser rastreadas por meio de exames preventivos está o câncer de colo do útero e o câncer de mama, que são os dois tipos de câncer que mais levam mulheres a óbito na faixa adulta.

Leia também Interferência dos hormônios na vida das mulheres

O exame de Papanicolau é o exame citopatológico capaz de detectar alterações nas células do colo do útero. Essa é a principal estratégia para diagnosticar lesões de forma precoce, quando a doença ainda está bem no início, antes que a mulher apresente qualquer sintoma. Assim, é possível reduzir drasticamente a mortalidade causada pelo não descobrimento da doença.

Exames preventivos devem ser repetidos com frequência para garantir a saúde da mulher.

O intervalo dos exames de rastreamento de câncer no colo do útero deve ser de 3 anos, de acordo com o Ministério da Saúde. A coleta deve ser iniciada aos 25 anos de idade para mulheres que já tem atividade sexual, seguindo até os 64 anos, interrompidos somente se a mulher apresentar pelo menos dois exames negativos consecutivos nos últimos cinco anos.

Para quem nunca realizou exame citopatológico e tem mais de 64 anos, o intervalo deve ser de um a três anos. O câncer de colo de útero é uma doença silenciosa que precisa ser diagnosticada rapidamente para possibilitar melhores resultados de cura.

PREVENINDO O CÂNCER DE MAMA

Atenção, mulheres com 40 a 49 anos: anualmente é preciso fazer o exame clínico das mamas. Quando esse exame aponta alterações, então é preciso fazer a mamografia. Já para as mulheres de 50 a 69 anos, esse é um exame necessário a cada dois anos. Caso você tenha menos de 40 anos, mas tem casos de câncer de mama na família, vale a pena começar o check-up antes, na faixa dos 35 anos.

Leia também Quais são os riscos da gravidez tardia?

Tanto o exame clínico como a mamografia servem para detectar e confirmar a presença de nódulos que podem dar início a um câncer de mama. Para agir com segurança e de forma precoce, é preciso não descuidar das consultas ginecológicas e manter os exames em dia.

QUANDO INICIAR A DENSITOMETRIA ÓSSEA

Uma doença presente na vida de muitas mulheres idosas é a osteoporose, que oferece muita limitação à capacidade laborativa e tem efeitos na autoestima das mulheres. Prevenir fraturas é uma forma de preservar a qualidade de vida.

Para isso, é fundamental fazer o exame preventivo, que é a quantificação de massa óssea por meio da densitometria. O exame é indicado para mulheres com mais de 65 anos ou para mulheres com deficiência de estrogênio e idade inferior a 45 anos.

A IMPORTÂNCIA DE PREVENIR

Dados do Ministério da Saúde apontam que em média, as mulheres realizam mais exames preventivos do que os homens, mas mesmo assim não se pode descuidar. Essas checagens precisam ser avaliadas durante toda a vida da mulher.

Leia também Medicamento Genérico ou Similar: você sabe a diferença?

Os exames que monitoram o índice glicêmico, colesterol, triglicerídeos, creatina (que avalia a função renal), TGO e TGP (que avaliam o funcionamento do fígado), hemograma e exame de urina também são essenciais para garantir uma vida com mais saúde em todas as fases.

Aproveite para cuidar da sua saúde também com nossas ofertas! Clique aqui para ver

 

Fontes: Blog da Saúde – Ministério da Saúde | Portal de Boas Práticas – Fiocruz | Previva